Página Inicial  | Biografia  |  Fotos  |  Arquivo de Notícias  |  Pronunciamentos  |  Contato  |  Links  |  Youtube

   
            
   
 
11/08/2017
Bolsa Família tem maior corte da história: menos 543 mil famílias em 1 mês Bolsa Família tem maior corte da história: menos 543 mil famílias em 1 mês

Edição 247

Brasil 247 O número de beneficiários pagos pelo Bolsa Família em julho registrou a maior redução em relação a um mês anterior desde o lançamento do programa, em 2003. Entre junho e o mês passado, o número de benefícios encolheu em 543 mil famílias. O corte inclui suspensões para avaliação e cancelamentos.

Ao todo, o programa pagou 12.740.640 famílias em julho. O número de bolsas pagas foi o menor desde julho de 2010, quando foram pagas 12.582.844 bolsas. Se compararmos julho de 2014 com o mesmo mês de 2017, houve uma redução de 1,5 milhão de bolsas pagas.

Mesmo com os cortes, ainda há mais de meio milhão de famílias na lista de espera para ingressar no programa, sem previsão. Questionado pela reportagem, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário culpou a política econômica do governo Dilma Rousseff (2011-16) pela redução.

Até então, o maior corte tinha ocorrido entre os meses de janeiro e fevereiro de 2013, após o fim de um recadastramento do governo federal. Naquela ocasião, houve 278 mil benefícios pagos a menos.

Quando foi lançado, em 2003, o programa atendia 3,6 milhões de famílias-a maioria já recebia benefícios menores que foram extintos, como o Bolsa Alimentação, o Vale Gás e o Bolsa Escola.

O corte no pagamento de julho pegou muitos beneficiários de surpresa. Na segunda-feira (7), a reportagem do UOL visitou a central do Cadastro Único e do Bolsa Família em Maceió, onde 55,2 mil famílias dependem do pagamento. O município também teve corte no número de beneficiários: em junho, eles eram 57,4 mil.

Entre os beneficiários que buscaram resolver problemas, o clima era de grande apreensão. "A verdade é que a gente fica sempre esperando uma notícia assim, pois sabe que estão cortando tudo. Até direitos da gente já cortaram", diz a camareira Rosângela da Silva, 43, que tem três filhos-mora com dois deles-- e recebia R$ 124 até junho. "Agora cortaram do nada."

As informações são de reportagem de Carlos Madeiro no UOL.


Temer quer acabar com auxílio para famílias de presos

Resultado de imagem para Temer quer acabar com auxílio para famílias de presos

Brasil 247 A equipe econômica de Michel Temer avalia cortar o auxílio-reclusão dado à família de presidiários contribuintes do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS.

Segundo a Coluna do Estadão, o Ministério da Fazenda divulgou cálculos indicando que a medida geraria uma economia de R$ 600 milhões no ano que vem. O projeto já é defendido por ministros, embora esteja apenas em fase inicial de discussão. Em entrevista à coluna, um deputado teria comentado: "Não é pra fazer caixa. Isso é um absurdo. Na situação que o país está? Benefício para preso?".


Rocha Loures cai nas mãos de juiz linha-dura

Resultado de imagem para Rocha Loures

Brasil 247 A separação da denúncia por corrupção passiva envolvendo Michel Temer aumenta as pressões sobre o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) e, como consequência, também sobre o próprio Temer. A acusação contra Loures será julgada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, conhecido por tomar decisões duras em operações como a Zelotes e a Greenfield.

Loures foi preso após ser filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil em dinheiro de um executivo da J&F, em ação controlada conduzida pela Polícia Federal e autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A prova é considerada bastante contundente pelos investigadores. Como o caso foi para a primeira instância, a tendência é que seja julgado mais rapidamente que pelo STF.

Com a continuidade do processo, Loures terá duas alternativas: responder sozinho pelo ato de receber uma mala cheia de propina ou fazer uma delação premiada. Se optar pela última, terá que contar toda a história envolvendo os pagamentos, inclusive seu destinatário final.

O desfecho poderia complicar a situação de Temer, que indicou Loures como seu homem de confiança a Joesley Batista, em conversa gravada pelo empresário.

As acusações feitas contra Temer e Loures pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, coincidem com a conclusão do relatório da Polícia Federal sobre o caso. Segundo a PF, evidências indicam "com vigor" que o peemedebista e o ex-deputado cometeram crime de corrupção passiva.

As informações são de reportagem de Maíra Magro no Valor.






 
 
 





 

Inicial  | Biografia  |  Fotos  |  Notícias  |  Discursos  |  Contato  |  Links  |  Youtube